Notícias
aqui você encontra tudo sobre novidades e tendências sobre esquadrias de PVC

A importância da escolha das cores para o seu projeto

18 Abr 2019
compartilhe:

Quem vive em um ambiente sem cor? Este é um dos recursos mais ricos do design de interiores e da arquitetura e que pode modular um ambiente, deixando-o com diferentes características. Isso porque as cores estimulam as pessoas fisiologicamente e psicologicamente, tendo uma importância única nos projetos de ambientação.

São capazes de alterar dimensões e formas de um ambiente e, juntamente com a iluminação, dão vida aos mais diversos espaços. Pensando nisso, destacamos alguns pontos importantes para você pensar na hora de construir ou reformar a sua casa!

 

Como as cores afetam as pessoas

A cor traz vida para a casa. Por isso, na hora de escolher as cores que irão compor cada ambiente, é preciso entender bem a proposta de arquitetura para que os tons façam sentido.

Você pode, por exemplo, investir em um móvel colorido, pintar uma das paredes ou compor com um objeto mais vibrante. Investir em texturas ou materiais também é interessante. As paredes com texturas podem destacar um espaço, enquanto materiais utilizados para portas e janelas, como esquadrias de PVC, dão um acabamento mais requintado ao ambiente.

O importante é que você saiba que as cores trazem uma energia a mais para os espaços, por isso, é preciso pensar qual a energia você quer colocar naquele ambiente. Veja o que cada uma delas pode “despertar” na sua casa:

 

Branco: calma, paz e conforto. É a cor ideal para cozinha, banheiro e área de serviço.  Pode ser combinado com todas as tonalidades.

Azul: tem efeito calmante, podendo ser utilizado em quartos e áreas para descanso.

Amarelo: recreação, diversão, energia, criatividade, prosperidade, riqueza. Em excesso pode provocar ansiedade, nervosismo e estresse. Esta cor é indicada para ambientes como sala de estar e jantar, deixando o local mais moderno e estiloso.

Vermelho: emocionalmente intensa, aumenta o metabolismo, a respiração e a pressão arterial. Por ser uma cor vibrante, pode provocar agitação e estimular o apetite.

Roxo:  sensibilidade, espiritualidade, bom gosto e sofisticação. Traz tranquilidade e relaxamento. Pode ser usada em quartos de criança pois ajudam a desenvolver a criatividade.

Laranja: representa determinação, atração, sucesso, entusiasmo, criatividade e comunicação. Ideal para lugares em que o objetivo é ter desconcentração.

Preto: modernidade, sofisticação, elegância. No ambiente cria a sensação de perspectiva e profundidade. Em excesso, pode deixar o ambiente pesado.

Marrom: aconchego, segurança, calmaria, natureza, rusticidade.

Cinza: expressa neutralidade e reserva.

Verde: é uma cor que transmite equilíbrio, sendo indicado para qualquer ambiente, principalmente como complemento de plantas e jardins.

Rosa: pureza e afeto são as sensações estimuladas por esta cor. Por isso, é indicada para quartos e salas.

 

Escolhendo a paleta de cores

Antes de começar o seu projeto, é recomendado definir a paleta de cores que irá compor cada ambiente. Isso é interessante para ter um resultado harmonioso. Quando vamos decorando o ambiente aos poucos, corremos o risco de algumas cores se “chocarem”. Por isso, lembre-se de pensar nas cores da parede, do piso, dos móveis, objetos e tecidos de sofá, cortinas e tapetes.

Também é importante entender como cada uma das cores pode contribuir para o ambiente, uma vez que existem tons quentes e frios. Pode apenas parecer uma questão de gosto, mas não é só isso. As cores podem sim influenciar de forma importante o ambiente.

Os tons quentes passam a sensação de alegria e energia e são recomendados para ambientes de lazer. Já os tons frios indicam calmaria e são indicados para quartos e salas de descanso. Os neutros servem para equilibrar essas duas tendências.

Outra técnica que deve ser utilizada na composição dos ambientes é dividir a casa do macro para o micro, ou seja, dos componentes maiores para os menores.

 

Componentes macro: paredes, pisos, materiais, móveis grandes.

Componentes micro: móveis pequenos e objetos de decoração

 

Se você optar por usar tons neutros nos componentes maiores, poderá investir em cores para os componentes menores. Agora, se escolher pintar uma ou duas paredes em uma cor forte, pode trazer aquele toque de personalidade para sua casa, mas terá que ter mais cuidado na hora de escolher os objetos de decoração!

Quer mais dicas de como decorar o ambiente interno da sua casa? Veja as tendências da arquitetura para 2019

Quer saber mais sobre esquadrias?
© Squadra PVC 2019 - Todos os direitos reservados